Bertha Lutz

julho 29, 2021
http://colegiodarwin.com.br/2020/wp-content/uploads/2021/07/BERTHA-LUTZ-1.jpg

Bertha Lutz, Símbolo do movimento feminista no Brasil   02 de agosto de 1894 – 16 de setembro de 1976. A zoóloga Bertha Lutz nasceu em São Paulo e é considerada a maior líder do movimento pelos direitos políticos das mulheres no Brasil. Bertha lutou pela aprovação da lei que garantiu o direito das mulheres...

Bertha Lutz, Símbolo do movimento feminista no Brasil

 

02 de agosto de 1894 – 16 de setembro de 1976.

A zoóloga Bertha Lutz nasceu em São Paulo e é considerada a maior líder do movimento pelos direitos políticos das mulheres no Brasil. Bertha lutou pela aprovação da lei que garantiu o direito das mulheres ao voto e candidatura. Além disso, foi a segunda mulher a entrar no serviço público brasileiro, atuando no Museu Nacional e em descobertas científicas importantes.

Durante sua ida à Paris, onde se graduou em Ciências Naturais na Universidade Sorbonne, Bertha teve seu primeiro contato com a chamada Primeira Onda Feminista – movimento de mulheres que crescia no continente europeu. Após a vivência, ela trouxe as ideias que conheceu para o Brasil e começou sua luta por mudança.

Ao longo da vida, participou e fundou ligas, grupos, federações, para buscar avanços na igualdade de gênero no Brasil. Foi deputada e pautou sua atuação em temas, como igualdade salarial, redução da jornada de trabalho, redução das desigualdades e licença para gestantes.

SAIBA MAIS
Lançado em 2019, o documentário original da HBO ‘Bertha Lutz: a mulher na carta da ONU’ conta a história da ativista que batalhou pela inclusão de gênero na constituição da ONU.

No site www.dominiopublico.gov.br está disponível o livro ‘Bertha Lutz’, de Yolanda Lôbo (2010), que faz parte da Coleção Educadores do Ministério da Educação (MEC).

Fale com a gente
Rua Ildefonso Albano, 1030, Aldeota
85 3221-2820
Seg a Sex | 8 às 18 horas
Deixe seu e-mail aqui e receba nossas novidades!

    Colégio Darwin® 2020. Desenvolvido em Wordpress por Jorge Godoy @elpadre_jorge